Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

31.07.19

"Cinquentas" III Caracteristicas


imsilva

i-4.jpg

 

Caracteristicas

Cabelo branco (se não pintarem, o que é batota)

Algumas rugas (sim, ainda são só algumas)

Cintura mais larginha (há algumas sacanas com sorte)

Mania de dar conselhos (digam lá que não!)

Ser mãe de todos (que felizmente não somos)

Rabugisse (0k, pronto, uns mais que outros)

Tolerancia (mas não se estiquem)

Ah! E gostamos que nos digam que somos bonitas (vá lá, não custa nada)

29.07.19

" Cinquentas" I


imsilva

A madurez chega devagarinho, com pézinhos de lã, como quem não quer a coisa...

Queres ser madura?  NÃO

Mas quando dás por isso, já es uma pessoa madura e descobres que afinal gostas.

É como se estivesses no alto de um arranha-céus, e conseguisses ver tudo, umas coisas com mais nitidez do que outras, mas apecebes-te que antes não as conseguias ver de todo.

E sentes-te um bocadinho raínha sem coroa, sentes que já ganhaste um estatuto, que pensavas ser só de outros, e sentes que sabes tantas coisas, que antes nem te passavam pela cabeça. E sentes que tens capacidade de procurar coisas novas, com mais segurança, sem receios, como se uma couraça protectora te envolvesse. 

Claro que sofres, claro que como ser humano que és, há coisas que te vão correr mal, e pensas que já não tens tanto tempo para chegar a certos sítios. Logicamente não passas-te a ser um super-herói.

Entretanto, fazes reverências a quem ainda é mais maduro do que tu, reconheces que ainda tens mais uns patamares para subir, e esperas que também venhas a apreciar a vista de lá.

20190418_093930.jpg

 

26.07.19

Carta à minha avó


imsilva

20190418_092535.jpg

Avózinha, foste embora e deixaste-nos a olhar uns para os outros, com cara de parvos que não acreditam que desta vez é que foi. Deixaste-nos uma dorzinha cá dentro a crescer, a fazer-se cada vez maior, até não sabermos o que fazer com ela.

Como é que vamos fazer agora? Saber que já não estás ali ao lado em casa da tia, que por sinal ficou de rastos com um vazio que perdurará provavelmente até aos fim dos seus dias.

Eu não ía muitas vezes lá a casa, porque achava que tinhas sempre tanta gente de roda de ti, que à roda tenho eu a certeza que ficava a tua cabecinha, apesar de nunca te queixares e de adorares ver toda a gente, a tua familía que dizias sempre que era a mais linda do mundo.

Mas enfim, eu sabia que estavas bem entregue, e melhor eu nunca poderia fazer. Perdoas-me esta história das não visitas, não perdoas? Obrigada minha querida, tenho a certeza que o nosso amor e carinho por ti, nunca foram , nem serão postos em causa, assim como o teu nunca o foi também.

Esperemos que um dia possamos encontrar-nos algures, num sítio em que tu acreditavas e que eu espero que exista. Poder ver a tua carinha amorosa outra vez, com aqueles olhos lindos que condiziam tão bem com o teu sorriso.

Fico à espera (esperamos todos) por esse momento.

Um beijinho da tua neta.

 

Esta carta foi escrita em 2001, por mim, e nunca imaginei que a partilharia. Vocês devem de ser mesmo especiais para merecerem uma honra destas.

26.07.19

Desafio aos "Cinquentas"


imsilva

20190726_130328.jpg

A nossa "olhos verdes" fez anos, e eu como não tenho nada para fazer 🙄 lembrei-me de lançar um desafio a todos os que já passaram dos 50.

Vamos escrever sobre o assunto, sentimentos, aprendizagens, orgulhos,  cabelos brancos, rugas, enfim, tudo o que implica ter 5 décadas em cima.

Os que ainda não chegaram lá "read and learn" acredito que poderão aprender alguma coisa com estes testemunhos, enquanto não chega a vossa vez.

A tag, como não poderia deixar de ser, terá de incluir "50 anos".

Vamos lá malta, coragem, vamos mostrar o que a idade nos dá. 

Era engraçado que o conseguíssemos fazer durante a semana que vem.

Quem alinha?????😎

Houve quem propusesse, a visão de quem ainda não tem os lindos 50, aquilo que esperam deles, ou a reflexão do que viram nas pessoas à sua volta, como por exemplo, pais ou avós. Creio que também pode ser interessante, desde que dentro do tema. Vamos força nisso! 🤩

11.07.19

Pessimista ou realista?


imsilva

Ao longo da minha vida, houve sempre pessoas que me chamaram pessimista, eu creio que sou realista. Quando me pintam um quadro cor de rosa, eu não consigo não reparar nos tintes mais escuros que estão por baixo. Assim como num quadro escuro, sou capaz de reparar em laivos luminosos.

A realidade existe, não a podemos escamotear. As quimeras são lindas, mas não deixam de ser quimeras. Tudo quanto é bonito e bom, dificilmente será perfeito, e o melhor é contarmos com isso, e estarmos preparados para isso.

Quando dizemos "vai correr tudo bem" "prometo que vai ficar bem" "vais conseguir", sabemos que é só para apoiar e ajudar quem está com problemas e precisa de alento, porque NÃO SABEMOS se vai correr bem. Por isso, prefiro dizer "vamos ver como vai correr" "tenta o melhor que conseguires" e principalmente "estou aqui".

Acho tremendo alguém seguir com a confiança no máximo, e depois ser decepcionado. É preferível estar-se preparado para tudo, saber que podemos cair, mas que a seguir levantamo-nos e vamos outra vez à luta.

Gosto sempre de ver os dois lados da mesma moeda, sou incapaz de me pôr do lado de uma pessoa, sem primeiro conhecer a outra versão da história. Isto faz de mim uma pessoa que ouve, cala, e espera por mais alguma informação antes de me pronunciar. Ok, pelo menos a maioria das vezes.

Portanto, posso não ser optimista, à cautela, vejo mais vezes o copo meio vazio, do que meio cheio. Mas sinto-me mais confiante, quando me preparo para as variantes do que pode aparecer-me à frente. Não me sinto de maneira alguma pessimista, mas sim REALISTA, com muito orgulho. Li algures uma definição que achei interessante, "Considero-me uma optimista com noções realistas" Também serve. 

20190506_124102.jpg

 

Pág. 1/2