Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

23.11.20

As palavras de António Lobo Antunes


imsilva

Screenshot_20201118-093314_Facebook.jpg

 

Devo estar a ficar velho: …Comecei a gostar de sopa de Nabiças. A apetecer-me voltar mais cedo para casa. A observar, no espelho matinal, desabamentos, rugas imprevistas, a boca entre parêntesis cada vez mais fundos. A ver os meus retratos de criança como se fosse um estranho…

Quando der por mim, encontro o meu sorriso na mesinha de cabeceira, a troçar-me, num copo de água, com 32 dentes de plástico…

Devo estar a ficar velho. E no entanto, sem que me dê conta, ainda me acontece apalpar a algibeira à procura da fisga… Ainda tenho vontade de escrever o meu nome depois de embaciar o vidro com o hálito.

Pensando bem (e digo isto ao espelho), não sou um senhor de idade que conservou o coração de menino. Sou um menino cujo envelope se gastou.

"A Velhice", António Lobo Antunes

Imagem: "Mann mit spiegel (Man with looking glass), 1937, de Karl Hofer (1878-1955)

 

Esta semana,  faltam-me as palavras. Vou-me dedicar às dos outros.                      Desfrutem-nas.

 

16 comentários

Comentar post