Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

09.04.21

Desafio cartas de correio


imsilva

22054239_mcBat.jpeg.jpg

 

 

Caros primos, destino e futuro:

Serve esta para vos admoestar, e pedir-vos encarecidamente que vos apiedeis de nós seres humanos incautos e ignorantes, a quem parece que gostam de enganar e de dar falsas esperanças.

Todos vos cantam, todos têm uma fé inabalável em vocês, e tantas vezes não são mais do que desilusão, tudo o que ninguém esperava, e aí, são as pragas que vos rogam, as maldições que as vozes destilam em vosso nome.

Mesmo assim tenho que reconhecer que, às vezes, também se sabem portar bem, e conseguem trazer alegria e felicidade a umas quantas almas, não tantas como seria desejável, mas enfim...antes pouco do que nada, não é?

Nestes últimos tempos têm sido do mais sacaninha que pode haver. Não sei se têm vergonha, mas deviam. Andam constantemente a trocar-nos as voltas, nós esperamos isto e vocês dão-nos aquilo, nós pedimos (e com jeitinho) frito, e vocês dão-nos cozido...assim não dá!

Não tarda nada vão começar as manifestações, as rebeliões, e se alguém pensar em vos destituir, não se admirem, não se queixem se toda a gente aderir. E espero que seja sem qualquer tipo de subsídio ou compensação.

Bom, depois deste recado ou chamada de atenção, (porque poderiam até estar tão absorvidos por tanta porcaria que fazem, que ainda não tivessem reparado nos resultados) espero sinceramente que mudem de estratégia, que consigam controlar os vossos ímpetos, e que passem a trabalhar em coisas mais positivas, com amor e carinho, em salutar cumplicidade.

Pensem em dar-nos um tempo sem correntes e grilhões, deixem-nos abraçar e beijar, permitam-nos usufruir de dias tranquilos sem medos e receios. Gostaríamos de viver o nosso mundo com todas as suas particularidades sem ameaças ou máscaras a tapar-nos os sorrisos.

Acabo esta missiva com a grande esperança (que é uma palavra tão bonita) de me terem dado ouvidos e que rapidamente encontrem a estratégia para por tudo no sítio, e que nos próximos tempos as coisas passem a ser bem mais normais.

Alguém desesperado.

 

Texto escrito no âmbito do desafio cartas de correio 

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/2