Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

04.06.21

Desafio dos pássaros # 3.3

"Não aguento mais contigo" - afirmou enquanto o atirava para longe.


imsilva

20210601_090829.jpg

Ler, por vezes faz doer.

Não aguento mais contigo! - afirmou enquanto o atirava para longe. Claro que imediatamente se arrependeu, ainda para mais o livro nem sequer era seu, e convinha entregá-lo em condições.

A sua tia tinha-lo emprestado, dizendo que tinha a certeza que iria gostar muito de o ler. Mas o jovem não se lembrava de ter chorado tanto a ler um livro, aliás, ele nem se lembrava de alguma vez ter chorado a ler fosse aquilo que fosse.

Nem compreendia porque é que lhe tinha tocado tanto aquela história, já tinha lido "O meu pé de laranja lima" que tinha adorado, mas esta sequela da história de Zézé tinha sido muito forte e sensível, ao ponto de no momento em que terminou de ler a última frase, ter arremessado o livro para longe.

O "Vamos aquecer o sol" fala de amor, carinho, saudade, companheirismo, fantasia e coração, principalmente de coração, e Maurice, Adão e Monpti apoderam-se dos nossos sentidos e entram num cantinho das nossas memórias, onde se instalam confortavelmente, decididos a nunca de lá sair.

Então Maurice partira da minha vida. Usara o mesmo expediente de Adão. Viera  como um sonho e partira em outro sonho. Porque tudo devia partir na vida? Simplesmente Zézé, porque nascer é partir. Partir desde a primeira hora começada. Desde o primeiro momento respirado. E você não pode lutar contra a dura realidade da vida.

Quando por fim entregou o livro à tia, foi claro e conciso - Nem penses em emprestar-me mais algum livro, fartei-me de chorar com este, isso não se faz. Livros teus, nunca mais!

 

Desculpa sobrinho, gosto muito de ti na mesma.