Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

30.12.20

Quando o sol nasce


imsilva

20201230_081723.jpg

Há muito tempo que não tirava uma fotografia ao nascimento de um novo dia.

Como as nuvens não têm estado colaborantes, aproveitei a aberta de hoje e tirei o penúltimo nascer do sol deste ano sem descrição. O ano da ficção cientifica, o ano do impensável, o ano que nunca imaginamos vir a ter.

Gostaria de escrever que o que estamos a passar, nos fez melhores seres humanos, mas não acredito nisso. Quem era boa pessoa vai continuar a ser, quem já não o era, não vai passar a sê-lo.

A passagem de ano é uma coisa simbólica que serve para nos orientar-mos no tempo, mas sempre foi sentida como algo enorme, como algo que tem que ser festejada por todo o alto, como se a vida de cada um dependesse disso, dum saltinho de um ano para o outro.

Para mim nunca foi muito disso, para mim é mais...o que é que virá aí? quais os acontecimentos que nos esperam neste novo ano? Estaremos felizes quando ele acabar? 

Prefiro fazer balanço do ano que acaba e aprender alguma coisa com os erros e com as coisa menos boas que ocorreram. Não que não repitamos os mesmos erros e os mesmos vícios, mas alguma coisa aprendemos sempre.

É como as resoluções que por norma se fazem ao inicio de um novo ano, eu prefiro ir fazendo o que posso e sinto que quero fazer seja em que altura do ano for.

Resumindo e concluindo: Vem aí um novo ano no calendário, e traz muita expectativa, muita esperança, muitas interrogações que gostaríamos de ter já respondidas, mas que vamos ter que esperar pelas respostas com uma paciência à prova de "vírus".

Tenham o melhor ano possível, que seja mais calmo do que este, que seja o ano dos afectos, dos beijos e dos abraços, do agarrar das mãos sem medos ou receios, o ano da estabilidade emocional.

FELIZ ANO NOVO!!!

44 comentários

Comentar post

Pág. 1/3