Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

15.12.21

Felicidade simples


imsilva

20211214_193325.jpg

Apetece-me escrever sobre felicidade. Não a que todos procuram freneticamente, mas uma bastante simples e que muitos não conhecem,  e outros não dão valor algum (não sabem o que perdem).

E que felicidade é esta? perguntam vocês. Vou passar a explicar.

Todos já têm conhecimento do nosso maravilhoso livro "Contos de Natal"( se não conhecem, deviam de ter vergonha). Tenho andado a ler aleatóriamente um conto de vez em quando, (acabo de ler um) e fiquei com uma sensação de felicidade tão boa, que decidi imediatamente partilhá-la com vocês.

Tão simples como isso, ler um bonito conto de Natal, e sermos transportados para uma dimensão natalícia mágica, doce, onde nos revemos em relatos de natais passados, ou em que nos emocionamos com os sentimentos expressados em histórias que todos sabemos que existem e andam por aí, ou a viagem que fazemos com imaginações férteis que nos fazem navegar por outros mares que não os habituais.

Acreditem, se este livro viesse parar-me às mãos, vindo não sei de onde, a minha opinião seria a mesma. É um livro que transporta felicidade, que oferece momentos de reflexão, que nos dá bocadinhos de emoções ternurentas, por vezes sofridas mas sempre enriquecedoras.

Estou a falar deste livro porque foi o que despoletou estes pensamentos, o que não quer dizer que outro não o faça. Eu sou suspeita porque para mim os livros são muito importantes, e é com eles que também descontraio e aprendo, para além do que a vida quotidiana me dá.  

Sejam felizes, com livros ou sem livros, procurem as coisas boas e simples da vida, acreditem que existem.

01.12.21

Os nossos contos de Natal - 2021


imsilva

20211128_175039.jpg

Preparados???

Já sabem, é só pegar numa caneta, num lápis, esferográfica, pedaço de carvão, teclado, o que quiserem e escrever um conto de Natal.

Resultou muito bem (vejam como) nestes 2 últimos anos, e espero que resulte também neste.

Puxem pela imaginação, quem tiver crianças em casa pode pedir-lhes ajuda, e não há desculpas para não escreverem um continho de Natal. Eu sei que são capazes!

Publiquem de preferência antes do Natal, à hora que vos apetecer, com quantas palavras quiserem, e ponham o meu link para que eu os possa juntar em mais uma bela colectânea. 

Fico à espera! Coragem! 😉✍🎅🤶

23.03.21

O Natal é quando um homem quiser/ parte 3


imsilva

6b4a04380d197de459db62e4f7a9712f.jpg

Só venho relembrar quem ainda não escreveu o seu conto de Natal (e caso o queiram fazer), para não esquecerem que o tempo passa mais depressa do que gostaríamos. Quer dizer, com tudo o que estamos a passar, talvez fosse bom que passasse depressa.

De qualquer maneira, o recado fica dado. Menos preguiça, mais trabalho!

Para todos os que participaram nas duas edições dos contos, agradecemos ( eu e o José da Xã) que aqui mesmo, nos comentários, digam-nos que autorizam a publicação dos vossos contos numa possível edição em livro dos mesmos.

É uma situação que estamos a estudar, que logicamente comporta um custo posterior na compra do possível livro, mas isso é algo que informaremos mais tarde.

Por agora, por favor, dêm só a vossa autorização, aqui, ou no mail contosdenatal@sapo.pt, por escrito, é essencial. 

Ficamos à espera.