Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

Férias?

1 Foto, 1 Texto

Novembro 24, 2023

imsilva

20231122_092850.jpg

Férias

Descanso, tempo livre, descontracção, largar a chaminé de vista...

Era bom, era! Mas, não é! 

Desde quando é que a vida se tornou tão torcida? Já tenho idade para certas regalias, como por exemplo, não ter preocupações com outrem, e fazer o que me apetecer e quiser. Mas, parece que travões aparecem por todo o lado e não permitem que a idade prevaleça a obrigações. Obrigações essas que são de livre vontade, ou pelo menos com o discernimento de não querer falhar aos meus, aos que neste momento precisam de mim. Por outro lado, o trabalho que deveria ficar completamente de lado, exige constantemente atenção para não falhar no regresso.

Agora que já me chorei e fiz com que pusessem as mãos na cabeça com pena de mim, vou continuar a minha vidinha. Não, não vou apanhar um avião, nem vou por as malas no carro para um passeio por este nosso lindo Portugal, vou estender a roupa e levar o meu pai a uma consulta à tarde. Alguém se oferece?

Dicionário - Férias; Interrupção relativamente longa de trabalho, destinada ao descanso dos trabalhadores. (Bahhhh...)

 

 

Novembro 24, 2021

imsilva

 

efac153b2c348424276b6088a0b7720c.jpg

 

Ao ler um post do nosso vizinho pacotinhos de noção  fiquei com vontade de desabafar a minha frustração sobre o assunto.

Ainda há pouco falava com o meu marido sobre como vamos fazer este inverno. Temos um negócio, e no verão quando o trabalho nos escraviza, prometemos que no Inverno vai ser diferente, que vamos fechar à noite ou vamos ter mais dias de folga. Queremos ter vida, queremos ter tempo para nós, para fazer algo que nos dê prazer e paz, que nos faça sorrir e relaxar.

Todos os anos a conversa é a mesma e acabamos por não mudar nada, acabamos por ter um inverno com pouco tempo livre, e quando damos por isso estamos na primavera e começa a euforia do verão novamente sem termos modificado o "modus operandi".

Não há condições para o cidadão comum se reformar quando ainda tem energia e saúde para viver, para não ter obrigações e horários que ocupam a maior parte do dia. E quando fazemos contas para tentar perceber quanto poderemos vir a receber nessa altura, pomos as mãos na cabeça e percebemos que teremos ainda uns bons anos de trabalho pela frente.

Não temos condições de reforma decente e como diz o nosso vizinho, será que quando conseguirmos chegar lá, ainda estaremos cá?

E quando vemos as condições que as reformas prematuras de políticos e cargos de chefia em administrações, (algumas fraudulentas) têm, apetece enrolarmo-nos num canto e começar a chorar.

Outubro 21, 2020

imsilva

8fac348aeb36c5d90603d5c67947d300.jpg

Estou a ler, e de repente percebo que estou a fazer um esforço para captar o significado dos caracteres inscritos na folha.

Uma necessidade enorme de fechar os olhos me atinge, e encostando a cabeça, fecho-os e assim passam 2 minutos até sentir vontade de os abrir novamente, e continuar a decifrar as letras que formam palavras, que criam frases, que constroem linhas até preencherem as folhas que fazem parte do livro que seguro nas mãos.

Livro dos contos de natal do Blog

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Livro dos contos de natal 2 do Blog

Em destaque no SAPO Blogs
pub