Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

21.06.13

Descendência


imsilva

7ecf1629515f7cbf656b6d9508d3f0a3.jpg

 

A minha filha linda vai ser mãe! O que faz com que eu vá ser avó!

E como é que o tempo passou tão depressa? Como é que as minhas crias já vão ter as suas própias crias?

A vida é realmente fantástica. Eu tive bebés e esses bebés cresceram, e agora são jovens adultos a começar um novo ciclo, a darem ao mundo uma nova geração, que vai fazer de mim avó. E sinto-me assustada, com uma enorme expectativa pelos sentimentos que aí veem a rebolar e a assaltar os meus sentidos.

Creio que as emoções de ser avó, passam um pouco pelas emoções de se ser mãe. Não sabemos muito bem como vão ser, até a criança ter nascido, até a vermos ali tão pequenina e maravilhosa, a gritar e a berrar que é nossa, que quer carinho, protecção e todo o amor a que tem direito. E aí sim, a nossa vida leva com uma mudança, nada vai ser igual, vai existir mais alguém que faz parte de nós, que não estava lá antes, vamos ser mais um à mesa de Natal, e o nosso universo fica maior, mais completo, mais rico, mais barulhento, e a felicidade estica mais um 

bocadinho sempre que isso acontece.

Tenho uma Mãe que foi sempre uma superavó, todos os netos (8) passaram pelos seus cuidados durante bastante tempo, e ela nunca esperou que fosse de outra maneira. Fez parte integrante da sua vida, como se tivesse nascido propositadamente para isso. Gostaria de ser algo parecido na vida dos meus netos, mas os tempos são outros e neste momento não existe a opção de ser avó a tempo inteiro. Mas atenção, não abdico de todo o tempo que puder, nem que tenha que o inventar, e pelos meus cálculos vou ter que inventar mesmo.

Resumindo e concluindo, sabem uma coisa? Vou ser Avó!!! e como se costuma dizer: venha com saúde e perfeitinho!

Darei noticias.

21.04.12

Filhos????? Sim ou nao???


imsilva

bigstock-212699896-e1515616490815-1180x472.jpg

 

Tenho que desabafar!
Hoje vi um papá acabadinho de estrear. Tinha aquele sorriso apatetado com que ficamos ao falar dos nossos filhotes recém-nascidos, que aos nossos olhos são os melhores e os mais lindos do mundo (porque o são). Mas, ele não sabe o que o espera! Uma vida de medos e preocupações, de coisinhas deliciosas e bem cheirosas (mesmo), de orgulhos desmedidos (mesmo quando chegam à meta em último lugar), de momentos em que quase os mandamos pela janela, ou em que só nos apetece comê-los com beijos (mais tarde arrepender-nos-emos de não o ter feito). Enfim, uma montanha russa de emoções, que nem sempre é fácil de gerir, principalmente naquela fase em que se julgam os mais espertos, e  os mais inteligentes (muito mais que nós , pobres ignorantes que não sabem como chegaram até aqui sem a sua preciosa ajuda).Creio que sabem ao que me refiro, a terrível " Adolescência" que cada vez começa mais cedo e acaba mais tarde. Felizmente nem todos os filhos passam por ela da mesma maneira, mas deixa sempre alguma mossa.

Depois de termos filhos, não conseguimos imaginar-nos sem eles. A nossa vida seria tão vazia, que nem conseguimos visioná-la. Mas a vida é feita de muitas pessoas que por opção, não os têm , e por outras que querendo mesmo muito, não conseguem fisicamente concretizá-lo. Conheci e conheço algumas destas, e sente-se a desilusão nos seus olhos, nas suas palavras, e só aí é que realizamos a nossa felicidade, a nossa riqueza, o valor afectivo que representa uma casa com filhos. E quando encontra-mos um casal, que não os tendo, viaja e realiza muito mais facilmente os seus objectivos materiais, a inveja espreita, mas rapidamente lhe damos um pontapé, porque preferimos andar à rasca, não viajar, ter menos pares de sapatos, mas ter-mos aqueles seres que são parte de nós,que nasceram de nós..... desculpem, alguém consegue descrever o que são os "filhos"?

  Bom, vou tentar resumir, para não assustar os que podem estar a ponderar  criar uma família com mais de dois elementos. É o melhor que nos pode acontecer na vida, e é o que nos dá cabelos brancos, mas como passar sem eles? e como viver com eles?. Eu já encontrei uma solução, mas só para a próxima reencarnação. Eu vou ter filhos, mas aos dez anos vai tudo para adopção!

Até à próxima!