Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

Janeiro 20, 2023

imsilva

20220922_103938.jpg

Hoje sinto-me perdida.

Estive até agora a pensar o que poderia escrever no blog, já que é sexta-feira, dia de publicação, e não estava fácil. Decidi que tinha de tentar alguma coisa, nem que fosse o facto de estar em off.

Fui à procura de uma fotografia que combinasse com o meu estado de espírito, e encontrei esta, tirada durante uns dias de descanso em Tomar.

Se estou deprimida? Não será bem assim, é mais um vazio que me deixa sem paciência (como se normalmente tivesse muita).

Todos sabemos que a vida não é fácil e que não precisamos de nos castigar com pequenos quês e porquês que vão surgindo nos cantinhos da alma, mas, como bons seres humanos que somos, gostamos de moer e arranjar motivos para ficarmos em off e poderemos dizer o quão infelizes nos sentimos por isto e por aquilo.

Se formos analisar os factos e a conjuntura da coisa, é tudo (quase) mentira, não estamos mal, nem nos falta carinho e atenção, então por que raio não nos contentamos com o que temos e agradecemos por isso?

Porque não e pronto!

Esse banco não vai ficar sozinho. Em pensamento, vou-me lá sentar e respirar aquele ar fresco com cheirinho a natureza, agradecer as pessoas à minha volta e agradecer tudo o que tenho na minha vida.

Vou dar um pontapé no baixo astral, vou olhar para o céu e sejam nuvens ou seja sol o que lá encontrar, vou sorrir e fazer algo pela vida.

Se vai resultar é que eu não sei...

Novembro 02, 2022

imsilva

20221016_132053.jpg

Tudo na vida se mistura, como na Natureza as folhas verdes e as folhas castanhas do Outono. Como os feitios assim e os assim assim, como os altos e os baixos, como os frágeis e os fortes. Como os que tudo sabem, ou julgam saber, e os que crêem não saber, mas tanto sabem.

Ingredientes da vida humana que mexendo, e tornando a mexer, fazem o que temos, o que somos e o que vivemos, com todas as cores a que temos direito.

Janeiro 14, 2022

imsilva

20220114_084759.jpg

Alguém chama através do nevoeiro

Soam trompetes nos pingos de chuva

Harpas tocam nos raios de sol

Pegadas na neve surgem, assim como na areia à beira do mar

Cheiramos o rosmaninho ou a madeira da lareira a arder

Sentimos a aragem ora fresca, ora morna

Mas sempre surpreendente

Como a água que desce da nascente

Sussurros, coisas, ofertas da Mãe natureza

Livro dos contos de natal do Blog

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Livro dos contos de natal 2 do Blog

Em destaque no SAPO Blogs
pub