Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

pessoas e coisas da vida

pessoas e coisas da vida

Julho 17, 2024

imsilva

2714b3d09f0ad9ccdfaebdc195b4e67a.jpg

 

É dia de escrever...

E eu vou escrever sobre mim, sobre ti, sobre eles, sobre todos os sentimentos, emoções, limites e contradições do ser humano.

E que posso escrever eu? sou uma no meio de tantos. Tantos tão diferentes, uns alegres e a chorar por dentro, outros felizes mas sisudos, outros alienados da vida real num mundo só seu e todos a viver como podem, bem, mal, assim assim, a chorar, a rir, a sentir, retraídos ou expansivos, mas todos na luta.

Um emaranhado de almas que se entrelaçam em encruzilhadas de vidas, onde os olhos se cruzam e os sentimentos bailam uma dança estonteante com passos loucos à roda de emoções, nem sempre entendidas pelos que estão ao lado.  

Poderia escrever infinitamente sobre mim, sobre ti, sobre eles, mas, seria exacto, teria razão?

 

Gata em lareira fria

1 Foto, 1 Texto

Março 01, 2024

imsilva

20240227_120529.jpg

Este post estava destinado a ser algo poético inspirado pela bela Angie, que posando na lareira, obrigou-me a tirar esta fotografia. Mas, na vida nada está definido ou programado (por muito que pensemos que sim), e houve uma conversa que me deixou inquieta. 

O ser humano e as suas inquietudes, poderia ser o título, mas o que já estava programado pareceu-me o indicado para a foto e não quis mudar.

A vida é curta, hoje sei disso. Quando somos jovens não parece, mas à medida que os anos vão passando apercebemo-nos que é tudo muito rápido. A conclusão a que chego é que não vale a pena tantos sonhos e projectos, a vida dá-nos a volta com uma pinta bruta. Tentemos viver com calma, sem grandes alaridos, protegendo os nossos direitos à nossa quota parte de momentos felizes, à nossa dose de sonhos e desejos concretizáveis, e usufruindo da oferta de um sítio onde se vêm coisas lindas chamadas coisas da natureza. Creio haver poucas coisas mais perfeitas e que dêem tanta felicidade e bem estar como as estrelas, um pôr do sol, uma lua brilhante no meio de veludo escuro, um mar onde ondas se pavoneiam para a frente e para trás, um dia calmas e no outro zangadas, flores de milhentas cores, aromas e formas, árvores de diversos formatos e tamanhos que nos fornecem oxigénio, que ainda nos dão perspectivas de várias cores segundo a estação em que estamos. Todas estas coisas estão aí, ao alcance de quem quiser perder (ou ganhar) algum tempo a saborear. Não é difícil ter momentos felizes sem ter de ir às Maldivas ou ao Hawai.

Mas as mentes dos seres humanos não são todas iguais nem coisa que se pareça. Esqueçam a ideia de que compreendemos os problemas dos outros, que os nossos conselhos são bem vindos, e que conseguimos ver o panorama todo.

Pronto, creio que a gata em lareira fria até fica bem aqui. Porque é assim que algumas pessoas se sentem sem que possamos ajudar.

 

Fevereiro 22, 2023

imsilva

20220922_103708.jpg

 

O Sr. X é um excelente trabalhador.

O Sr. X parece ser uma boa pessoa.

O Sr. X há mais de 30 anos matou a sua esposa com uma pistola.

O Sr. X passou alguns anos na prisão.

Este Sr. X é um assasino. Mas, um assassino? Claro que é, porque perpetuou um crime, mas na imposssibilidade de me sentar à frente do senhor, cara a cara, e poder fazer-lhe uma série de perguntas, após as quais escutaria atentamente o que teria a dizer, resta-nos aceitar que hoje é um homem válido como qualquer outro, bastante atencioso e sempre pronto a resolver as situações mais complicadas o mais rapidamente possível. 

Seja o que for que aconteceu na altura, é com certeza algo que o acompanha permanentemente, é algo que soube enfrentar ao voltar à zona onde tudo aconteceu e onde pessoas o conhecem. Lamentando tudo e todos, tendo a certeza de que a cabeça por vezes vai para sítios inóspitos e desconcertantes, damos por certo de que o Sr. X merece seguir a sua vida. Vozes se levantarão dizendo que alguém perdeu a vida, filhos ficaram sem a mãe, mas, nada fará com que o tempo volte atrás, nada poderá desfazer o que foi feito, e ninguém sabe qual o sofrimento com que este homem se deita e se levanta todos os dias.

É a vida a mostrar os seus quês!

 

 

Dezembro 05, 2022

imsilva

20221203_200200.jpg

Isto é a imagem de um excelente Natal que vivemos no dia 3 de Dezembro de 2022. Uma "Celebração da escrita a várias mãos" como nos diz a capa.

Um dia, que sem dúvida, ficará na memória pessoal e colectiva destes 10 bloguistas, que fizeram o possível para este encontro acontecer.

Um dia em que se trocaram, palavras, gestos de amizade e até prendas inesperadas que nos fizeram sentir em plena Lapónia. 

Um dia em que os protagonistas foram, os nossos livros e as pessoas dos nossos contos, amizades novinhas em folha apesar de já poderem ser consideradas velhas conhecidas.

E como nos diz a contra-capa, do prefácio, amavelmente escrito pelo João- Afonso Machado  "...o Natal é tempo de Paz e de Família. É um quente momento no frio que nos chama aos nossos."

Um dia que encheu os corações de quem esteve presente.

Obrigada a quem esteve, e a quem à distância nos enviou os seus bons pensamentos e energia. Voltaremos a repetir, quem sabe com quem mais...

 

 

Março 11, 2022

imsilva

3fe866fdabe71e7cb428fb89440ab10b.jpg

 

Cansada!

Cansada de debitar opiniões que ninguém compra e ainda rejeitam.

Cansada de não ouvir as dos outros, porque não as têm.

Cansada de mandarem-me à cara o que disse ou que deixei de dizer.

Cansada de olhar para todos, de sentir todos, mas ninguém me sentir a mim, ninguém me olhar.

Cansada de ouvir dúvidas, tremeliques e crises existênciais alheias.

Será que um dia me cansarei de mim mesma? 

Há quem faça a velhice rodeada de cães e gatos, a minha será rodeada dos meus livros, das minhas coisas. Se será rodeada de pessoas? Não sei... 

 

Este foi um dia que aconteceu algures no tempo e que saiu muito azedo, não liguem!

Julho 23, 2021

imsilva

c4b7fb06164ef6c56efda47b49f18c5a.jpg

 

As pessoas sensíveis têm o coração sempre despenteado, a alma de cabeça para baixo, os olhos arregalados, uma lágrima prestes a cair, um sorriso pendurado nos lábios pronto a explodir.
.
Vivem a flutuar sob as alegrias e tristezas da vida.
.
Não são perfeitas, na verdade, às vezes são mesmo auto-destrutivas, pois respiram pelo peito, nunca pelos pulmões, vivem mil minutos por hora.
.
Sabem sorrir por pouco, chorar por nada e parar maravilhadas diante de um arco-íris, sorrir a um gato, olhar para o mar e sentir nele um infinito de paz e de tormento.
.
Sabem transformar areia em pó de estrelas, acender um sonho no escuro.
.
Pessoas sensíveis sentam-se à margem à espera do momento certo para te dar aquele abraço que estavas à espera.
.
Sabem ver além da aparência, mais do que um sorriso, uma lágrima, ver além da raiva, além da dor, porque vivem de coração.
.
Silvana Stremiz

Julho 20, 2021

imsilva

20200422_124136.jpg

Hoje é o dia do amigo.

Do amigo que gosta de ti. Do amigo de quem tu gostas.

Daquele amigo, que depois de muito tempo sem te ver, até os olhos brilham quando te encontram.                                                Daquele que se chega ao pé de ti assim que sabe que estás em dificuldades, daquele de quem te lembras, mas nem sequer poderás vê-lo, porque já cá não está.

Hoje é o dia daquelas pessoas que fazem parte do teu mundo, com que te preocupas, com quem ficas feliz quando também eles estão felizes,  e quando choras porque eles também choram.

Para todos aqueles que sentem que são amigos de alguém, uma rosa e um grande abraço cheio de amizade.

 

Livro dos contos de natal do Blog

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Livro dos contos de natal 2 do Blog

Em destaque no SAPO Blogs
pub